Pular para o conteúdo principal

Livros

Livros de nossa equipe à venda:

Revisor de textos: formação e mediação

O revisor é o ator principal da revisão profissional, pois ele é tão essencial para o trabalho de revisão quanto o texto, ele é o foco desta obra e seu trabalho, a revisão do texto, é a prática e o produto que o define. O revisor profissional é aquele que tem a tarefa de corrigir e aprimorar o escrito de outrem, fazendo as modificações e as adequações necessárias, em diálogo aberto com o autor, de forma a contribuir para a qualidade da publicação. Neste livro, a natureza do serviço de revisão é vista em função da pessoa do revisor; vamos discutir e procurar subsidiar a formação de revisores e a mediação que ele exerce em relação aos escritos e ao mercado linguageiro e livresco.
O revisor é pessoa muito especial no processo de editoração. Este livro fala de sua formação e de sua atuação.
Para adquirir a obra, clique aqui.

Conteúdo da obra

  • 1 PREÂMBULO
  • 2 REVISOR PROFISSIONAL
  • 3 PERFIL DO REVISOR
  • 4 FUNÇÃO DO REVISOR
  • 5 PRÁTICAS DO REVISOR
  • 6 O TRABALHO DO REVISOR
  • 7 FORMAÇÃO DO REVISOR
  • 8 MEDIAÇÃO FUNCIONAL
  • 9 MEDIAÇÃO GERENCIAL
  • 10 MEDIAÇÃO LINGUÍSTICA
  • REFERÊNCIAS
  • GLOSSÁRIO

Revisão de textos: interferência e intercessão

Públio Athayde, Felipe Henrique da Silva Magalhães, Michel Jorge Gannam e Ricardo José Alves.

Revisão é a atividade de interferência alterna no texto: o revisor se posiciona como intercessor, uma dentre as múltiplas personas que têm voz; estamos tratando da reconsideração do escrito, tendo em vista cada letra, sílaba, som ou frase – bem como de todos os conjuntos possíveis desses elementos, analisados clínica e conjunturalmente, com o sentido da visão metódica, racional, aplicada sobre todos os ângulos, em conjunção à vivência que o autor e os colaboradores tiveram do texto. Este livro é um diálogo entre pares, de revisores para revisores. É lição do revisor mais experiente para o menos calejado, mas esperamos que a obra venha a ser uma abertura para a comunicação também no sentido inverso: as lições que vierem dos leitores também nos serão de grande valia.
Revisão de textos é nossa atividade permanente e exclusiva.
Para comprar o Tomo 1, clique aqui.

Para comprar o Tomo 2, clique aqui.

Conteúdo dos dois volumes

  • TOMO 1
  • 1 PRÉ-TEXTO
  • 2 CONCEITOS E DEFINIÇÕES
  • 3 OFÍCIO DE REVISAR TEXTOS
  • 4 PRODUÇÃO DE TEXTOS
  • 5 ESCRITA E REVISÃO
  • 6 LINGUÍSTICA DA REVISÃO
  • TOMO 2
  • 7 PROPEDÊUTICA DA REVISÃO
  • 8 MAIÊUTICA DA REVISÃO
  • 9 HERMENÊUTICA E HEURÍSTICA
  • 10 HALIÊUTICA E TORÊUTICA
  • 11 CONCORRÊNCIA E FRAUDE
  • 12 EDITORAÇÃO
  • REFERÊNCIAS
  • GLOSSÁRIO
  • ÍNDICE ANALÍTICO
  • ANEXOS

Revisão de textos: teoria e prática

Revisão de textos: teoria e prática – é a contribuição que trago aos colegas revisores, tanto aos já experientes quando os que estejam em formação. Partilho aqui a experiência de mais de dez anos revisando, estudando, publicando e aprendendo sobre o assunto. A revisão profissional de textos é atividade em expansão, principalmente em função do aumento na produção de textos. Mas o revisor segue sendo improvisado, um profissional sem critério estabelecido de formação, sem mesmo bibliografia consolidada que o subsidie no ofício. Revisores têm sido formados revisando, foi assim que me formei. Mas uma nova geração de revisores já desponta, com os diversos cursos, novos e incipientes, que têm tentado formar para a revisão. Esse pessoal que ingressa no mercado do texto precisa da lição e da experiência de quem já está no ramo e tem muito a nos oferecer, por isso ofereço a todos esse livro, cuja proposta é a partilha da experiência adquirida, trata-se de obra estritamente sobre a revisão, com sugestões, discussões teóricas, relato de situações, um pouco da cultura e do folclore em torno dessa atividade profissional.
Revisamos teses e dissertações desde o século passado, já escrevemos muito sobre o assunto.
Nova edição de nosso livro mais antigo sobre revisão de textos.

Revisão de textos: teoria e prática

O livro: Uma PRIMEIRA PARTE, explicando ao que vem a obra. CONCEITOS GERAIS, parte teórica e conceitual da revisão de textos. O capítulo RELAÇÃO COM O CLIENTE trata das relações profissionais entre autor e revisor – essa cooperação de amores e ódios. Em LINGUÍSTICA E REVISÃO discuto e apresento algumas decorrências dos estudos linguísticos para a prática da revisão. PRÁTICAS DO OFÍCIO partilha algo de tudo que tenho experimentado. Depois, PROBLEMAS DO OFÍCIO DE REVISOR, afinal, este é um livro de profissional para profissional. Em seguida, FORMATAÇÃO E PREPARAÇÃO DE TEXTOS. Depois algumas HISTÓRIAS E FOLCLORE DA REVISÃO, em que tentei fugir do óbvio. Uma pequena ANTOLOGIA, CRESTOMATIA, FLORILÉGIO de ideias alheias. A ÚLTIMA PARTE é um título coerente com o da abertura e assim ficará parecendo que o trabalho fica arrematado. Mas não fica não. Nem é o caso de, como pretendem alguns autores, dizer que serão conclusões parciais ou conhecimento provisório. Depois de tudo, ainda há um GLOSSÁRIO, monte de conceitos e palavras dos ramos da revisão.

© Públio Athayde
Revisão de textos: teoria e prática
ISBN Acabamento em capa mole: 978-84-685-5656-7
ISBN eBook em PDF: 978-84-685-5657-4
Impresso em Espanha
Editado por Bubok Publishing S.L.

Postagens mais visitadas deste blog

O gênero de discurso acadêmico-científico

O cientista deve conhecer o discurso acadêmico O gênero acadêmico-científico tem características próprias, baseadas na semântica linguística finalística, e se constrói na descrição de um sentido linguístico de objetivos restritos. Todas as esferas da atividade humana estão sempre relacionadas à língua. O uso da língua se dá em forma de enunciados (orais e escritos), concretos e únicos, emanados integrantes da atividade humana. O enunciado mostra as condições específicas e as finalidades de cada uma dessas esferas: conteúdo temático, estilo verbal e construção composicional. Esses três elementos convergem para o todo do enunciado e todos eles são marcados pela especificidade de uma esfera de comunicação . Vê-se, então, que qualquer enunciado considerado isoladamente, é individual, mas cada esfera de utilização da língua elabora seus tipos relativamente estáveis de enunciados, que são os gêneros do discurso. Cada esfera dessa atividade se diferencia e se amplia à medida que a própria e

Principais estilos de citações bibliográficas e referências

Formate sua tese ou dissertação na Keimelion Os estilos de citações são muitos, cada revista científica, cada programa de pós-graduação decide qual estilo vai adotar, como fazer as citações. Primeiramente, vale informar que "estilos científicos" não são estilos "literárias", mas a edição de estilos, ou seja, modos de apresentação de conteúdo estruturados, formas de escrever artigos científicos , apresentação, organização de conteúdo, formas fazer abreviações, anexos e fotos presentes nos textos e, além disso, formas de citações bibliográficas e de referências . Por isso as formas de citações dependem de cada estilo científico.  As normas são muitas para as referências, mas o princípio é sempre o mesmo: a transparência. Para trabalhar com estilos de citações, é melhor usar um gerenciador de bibliografias como Refworks, Zotero, EndNote, Reference Manager, BibText e outros similares. Mesmo o Word que todo mundo tem faz esse serviço. O que impressiona muito é que a qua

Pré-texto do trabalho acadêmico: da capa ao sumário

Capa, dedicatória, sumário: não perca tempo. Você certamente tem muito mais coisas importantes a fazer que ficar se preocupando com os detalhes formais das partes introdutórias da tese ou dissertação. Deixe tudo isso para o formatador, ele fará mais rápido e melhor. Sempre nos impressionam a dificuldade e os questionamentos que os estudantes encontram no que se refere às capas de seus trabalhos acadêmicos . Não se trata de uma questão de fundo, de questão complicada ou questionamento estético - mas de mero cumprimento a um procedimento lógico e absolutamente corriqueiro, entretanto, dentre as centenas de postagens deste blog, é o tópico que mais aporta visitantes a nosso texto. Aqui eu vou tecer comentários quanto a visitação e quanto ao significado que ele pode ter. Teremos enorme satisfação em cuidar de todos os detalhas da formatação de sua tese. Capa e elementos pré-textuais são a parte mais simples da tese. Faça toda a formatação da tese ou dissertação na Keimelion e não se pre

A escrita acadêmica como requisito principal para a boa formação

O texto acadêmico é um gênero muito específico. O suporte para formação acadêmica é, boa parte, o texto. São textos em que as informações são assimiladas e textos produzidos para demonstrar o conhecimento apreendido ou produzido. Quando se fala em produção científica , os primeiros critérios que vêm à cabeça são a quantidade e a qualidade de artigos produzidos. O conceito de qualidade, no entanto, geralmente leva em consideração apenas o fator de impacto dos trabalhos, a quantidade de vezes que são citados por outros cientistas. Mas outro tipo de qualidade vem sendo buscada pelos pesquisadores, inclusive para conquistar o fator de impacto: a qualidade textual, que depende do bom preparo e bagagem do aluno universitário, que permite a ele produzir trabalhos universitários com excelência, qualidade pode ser obtida mais facilmente ao se apoiar em uma minuciosa revisão do texto feita por um revisor profissional . A produção de textos é processo contínuo de realimentação e do qual a revis

A seleção do título no artigo científico

Título de artigo pode ser pedra angular na carreira Um artigo científico cujo titulo foi bem escolhido tem mais leituras e mais citações! Poucos refletem sobre os títulos de seus artigos científicos e até mesmo sobre os das teses. O revisor do texto poderá oferecer alternativas, mas considere um pouco os princípios que apresentamos.  O título do artigo científico deve ser definido, se possível, com o menor número de palavras para descrever adequadamente seu conteúdo. Digamos que ele seja o "cartão de visita" do trabalho. A maioria das pessoas que acessam o artigo não o lê completamente, um dos motivos que desencadeiam essa situação é um título desinteressante que não reflita o conteúdo do artigo com precisão e clareza. O título é parte de um texto, e parte importante, sobre a qual é necessária alguma reflexão e para cuja elaboração existem técnicas. Nunca despreze a importância do título. Primeiramente, pense bem sobre o conteúdo de seu trabalho, identificando termos releva