Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2015

Revisão de textos, ilustrações e estética

Revisores de textos hoje trabalham com novos recursos, mas o ofício é o mesmo de sempre - mesmo sendo cada vez mais abrangente e complexo.Revisores de textos: os vigilantes da língua Revisores de texto percorrem as frases e as palavras com um olhar clínico, em busca de falhas gramaticais, defeitos de sintaxe ou erros ortográficos, as «gralhas», como lhes chamam na gíria, de forma a garantir a correção e o rigor exigidos pelas regras gramaticais adotadas na no meio acadêmico, bem como o respeito pela língua portuguesa. São incapazes de ler o jornal ou as legendas de um filme sem que as ditas "gralhas" lhes saltem à vista. Não é um defeito, talvez seja feitio profissional. Esses profissionais são os revisores de textos e são eles quem prepara, corrige e verifica os textos que se destinam a publicação, em suporte físico ou eletrônico, e que fazem parte de um diversificado leque de trabalhos que pode ir desde a obra literária até teses e dissertações, cada um com as suas partic…

A escrita acadêmica como requisito principal para a boa formação

O suporte para formação acadêmica é, boa parte, o texto. São textos em que as informações são assimiladas e textos produzidos para demonstrar o conhecimento apreendido ou produzido. Quando se fala em produção científica, os primeiros critérios que vêm à cabeça são a quantidade e a qualidade de artigos produzidos. O conceito de qualidade, no entanto, geralmente leva em consideração apenas o fator de impacto dos trabalhos, a quantidade de vezes que são citados por outros cientistas. Mas outro tipo de qualidade vem sendo buscada pelos pesquisadores, inclusive para conquistar o fator de impacto: a qualidade textual, que depende do bom preparo e bagagem do aluno universitário, que permite a ele produzir trabalhos universitários com excelência, qualidade pode ser obtida mais facilmente ao se apoiar em uma minuciosa revisão do texto feita por um revisor profissional. Embora existam muitas opiniões acerca da desgastada arte do estudo universitário, inclusive diversas considerando os fatores …

O papel do revisor de textos em trabalhos técnicos ou científicos e na comunicação on-line

A única certeza do revisor de textos é a de que vai deixar passar algum erro. Revisor procura erro, corrige erro, não vê algum erro e também incorre em erro. Quem se aventura na revisão deve estar preparado para conviver com a ingratidão. Porque o revisor sabe o quão diferentes são os livros antes de passarem pelas suas mãos. Contudo, eles têm apenas um lugar minúsculo reservado para si na ficha técnica (quando têm).
Ao contrário de um tradutor, o nome do revisor não constitui um chamativo da obra, apesar do acréscimo de valor que dá aos livros que cinzela. "Ser revisor de textos como principal ocupação profissional é ter uma vida diferente. É ver menos pessoas do que na maior parte dos outros trabalhos. É estar em casa grande parte do tempo. É não ter horários, mas prazos. É gozar do prazer de passar os dias a ler e ainda ser pago por isso. Um revisor é, por imperativo profissional, um leitor omnívoro. Um especialista das engrenagens da língua, desde as suas estruturas maiores …

Revisão de textos em enfoques psicogenético e psicolinguístico

Possibilidades de aplicação dos resultados da investigação psicolinguística à prática da revisão de textos. Os enfoques psicogenéticos sobre a escrita e revisão de textos colocam em destaque os processos de produção, preparação e assimilação do texto como objeto cultural. Na década de 1980, a partir de tal marco teórico, abordou-se o estudo da escrita como processo de aquisição deste objeto específico. Estas investigações romperam definitivamente com a ilusão de transparência entre ensino e aprendizagem da língua escrita, de certa forma obliterando conceitos estabelecidos e limitantes de certo e errado.
É preciso reconstruir um saber construído em certo domínio para poder aplicá-lo a outro domínio; é necessária a reconstrução de um saber construído previamente com respeito a um domínio específico para poder adquirir outros conhecimentos do mesmo domínio que, de algum modo, foram registrados sem serem compreendidos; assim também a reconstrução do conhecimento que tem a criança da líng…

Revisão de textos como processo cognitivo

Ao revisar uma dissertação ou tese, é inevitável tomar decisões sobre a estrutura linguística. Chamamos revisão de textos toda reconsideração não autoral de um texto original, incluindo tanto os comentários, opiniões e críticas de revisores e leitores críticos como as alterações efetivas realizadas no escrito; comentários, opiniões, críticas e alterações a que chamamos intervenções. Os revisores devem ter em conta o sentido do texto, mas nunca se deixar levar pelo sentido ao ponto de reconstruir algo que não estaria na “letra” do texto e, tampouco, passar pelo texto passivamente – sem interferir nele. Há grande diferença entre a tarefa do revisor que relê um texto e a do leitor que lê um texto. Quem lê um texto somente por ler faz uma leitura “com a mente”, faz uma ideia do significado do conjunto, opera sobre grandes fragmentos e ignora certos detalhes. Muitas vezes, durante essa leitura, se reconstroem fragmentos, se conclui. Quem revisa, diferentemente, faz a leitura “com a mente …

Revisando a coesão do texto - O uso correto do vocábulo “onde”

Onde é uma daquelas palavras que usamos o tempo todo e, por isso mesmo, podem vir a ser empregadas um pouco fora de seu sentido próprio, o que é inadequando tem textos formais. Você está conversando com um conhecido e ele diz:– Eu estava vendo um filme muito bom onde... Qual seria o complemento da frase? Se adequado gramaticalmente, o complemento deveria dar a informação do LOCAL onde o seu amigo estava quando via o filme, não o assunto de que tratava o filme, conforme o seguinte exemplo: – Eu estava vendo um filme muito bom onde nos encontramos semana passada, naquele cinema lá no centro da cidade.
O uso de “onde” tornou-se verdadeiro quebra-galho linguístico, visto que algumas pessoas usam-no para quase tudo. Certas gramáticas brasileiras de língua portuguesa definem “onde” como “pronome relativo invariável”, como “advérbio relativo” ou ainda “advérbio interrogativo de lugar”, dependendo de sua posição. Seja lá qual for a nomenclatura gramatical utilizada para classificar tal palav…

Reflexões atuais acerca da produção, revisão e reescrita de textos

Revisar é muito mais complexo que os autores iniciantes imaginam, por isso apresentamos estas nossas reflexões acerca da produção e a reescrita de textos na atualidade. A linguagem humana é um dos mais importantes mecanismos de ação e práticas sociais, indispensável no mundo cultural, visto que carrega na sua formação a construção e a expressão do conhecimento, normas de conduta, valores e outros fatores que norteiam a vida do indivíduo dentro da sociedade. Através dela, complexa estrutura simbólica, podemos expressar ideias e sentimentos a respeito do mundo em geral. Fruto dessa estrutura, a linguagem escrita é na vida cotidiana moderna o principal meio de interação entre as pessoas, tornando o texto assunto foco de diferentes áreas do saber, dentre elas, a da produção e revisão textual. No mundo globalizado, é comum vermos e ouvimos opiniões acerca da importância que a imagem passou a ter com outras linguagens audiovisuais. Inclusive, para alguns, a linguagem não escrita poderia at…

Como começar a escrever a tese ou dissertação

Aqui vão algumas dicas para escrever teses e dissertações, ideias simples e práticas, para ajudar em problemas de como começar e como organizar, subdividindo a enorme tarefa em partes menos árduas para, em seguida, trabalhar nas partes.  Também vamos explicando, de maneira prática, como sobreviver à provação que a tese representa.
Estamos incluindo uma estrutura sugerida e orientação sobre o que deve haver em cada seção. Originalmente escrito para estudantes de pós-graduação ciências duras (física, matemática, engenharia), boa parte dos exemplos específicos fornecidos são tirados dessas disciplinas. No entanto, pode utilizado e apreciado pelos alunos de pós-graduação em várias áreas de Ciências e Humanidades. Para começar a escrever Quando você vai começar, escrever uma tese ou dissertação parece uma operação longa e difícil. Isto é porque é demorado e difícil mesmo! Felizmente, agora vai parecer menos assustador, porque você já tem um par de capítulos prontos – tem mesmo? No final, …

Começando a fazer pesquisa: o mestrado

Para muitos alunos novos, a pós-graduação é diferente de tudo o que eles fizeram. Às vezes é difícil saber exatamente o deveria estar aprendendo. Sim, você tem que fazer uma dissertação, mas como se começa? Como empregar seu tempo? A pós-graduação é um ambiente muito estruturado na maioria dos casos. Estudantes de pós- graduação, geralmente levam nove horas ou menos de curso por semestre, especialmente após o segundo ano. Primeiro haverá alguns a serem cumpridos – é a fase “colegial”, aulas mesmo, principalmente no Brasil. Uma vez que você encontre um tópico o tema da dissertação, você pode não pode esperar dois ou mais anos até a conclusão, os tempos hoje para o mestrado são muito curtos. A rotina diária é necessária Ser um bom investigador envolve mais do que apenas esperar ideias e inspirações brilhantes e implementá-las. A maioria dos pesquisadores passam a maioria do seu tempo lendo jornais, discutindo ideias com os colegas, escrevendo e revisando documentos, olhando fixamente p…

Revisão de textos: ideologia, interacionismo, crítica e práxis

O texto revisado está sempre melhor, mas deve-se sempre resguardar as características autorais, preservando a identidade ideológica original. A ideologia na revisão de textos Qualquer texto é exemplo significativo das infinitas possibilidades de comunicação que a língua oferece, o que nos coloca diante do grande desafio da revisão de textos: fornecer alternativas de interferência nos textos escritos, preservando as características do autor, sua origem social e ideologia, e identificando sua intenção e o público a que se destina. O trabalho de revisão não pode descaracterizar as marcas do gênero, do autor, dos atores sociais/personagens e do leitor/receptor, tendo em conta as particularidades do contexto sócio-histórico, ideológico e cultural que se pretende registrar e transmitir. O revisor não pode sempre exorbitar do poder de alterar o texto para corrigir inadequações, sob pena de distanciá-lo dos propósitos do autor. Só o faz quando existe motivo interno e externo ao texto que jus…

Códigos de revisão de textos

A revisão de textos não é uma ciência oculta com sinais cabalísticos a serem introduzidos nas escrivinhações alheias de modo a torná-las aceitáveis por um grupo de iniciados em gramáticas e dicionários. Quando um profissional se interessa por nosso ramo de atividade, ainda é comum que ele procure pelos tais códigos, como se eles fossem a base do serviço, os signos mágicos que transformam os escritores em revisores. Só que não é bem assim. Na verdade, nem sei se já teria mesmo sido assim em algum tempo. Quando havia tipografias, e mesmo quando as máquinas de escrever foram as ferramentas para se escreverem as teses, os revisores eram obrigados a trabalhar sobre papel! Lembram-se disso? As pessoas escreviam em papel, logo era no papel que os revisores exerciam seu ofício.
Naquela época, era necessário que, depois de o texto ter sido revisado, ele fosse "batido" novamente ou que a composição (os arranjos de tipos) fosse refeita. Então foram sendo criados uns tais códigos para se…

Emprego de crase, locuções, pronome demonstrativo e verbo haver

O uso de crase gera dúvida sem necessidade. O revisor de texto gera certeza. Crase é contração do artigo definido feminino a com a preposição a. Em vez de se grafar aa, grafa-se à. A pronúncia correta é a. Só se usa crase quando a palavra (substantivo ou adjetivo) exigir a preposição a e houver substantivo feminino que admita o artigo a ou as: Vou à escola. Aviso: o Novo Acordo Ortográfico em vigor desde janeiro de 2009 não mudou absolutamente nada no que refere a crase; todas as regras permanecem as mesmas. É erro grave colocar crase antes de nomes masculinos ou verbos ou pronomes, pois esses termos (salvo em raras exceções) não admitem artigo feminino. Estão erradas as construções: Vou à pé, ele está à sair, entrega à domicílio, venda à prazo, direi à ela, não contou à ninguém. Também não se usa crase quando a preposição a estiver seguida de palavra no plural: discursou a autoridades, presta socorro a vítimas. O mesmo vale para expressões em que já houver preposição antes da preposi…

Revisores de textos e sua importância no processo criativo

O papel do revisor de textos está muito além da pressuposta correção ortográfica e gramatical, ele alcança, em profundidade, o processo da criação e editoração de todos os gêneros textuais. Diversos fatores e atores são determinantes para tornar bem-sucedida uma publicação perante instituições de destaque, universidades renomadas, editoras, revistas científicas ou outro tipo de público que exija certo requinte textual. Um dos elementos mais importantes nesse processo – a que devemos o mais profundo respeito e gratidão – é o trabalho dos revisores, que influenciam ativa, positivamente e extensivamente no produto final. O constante trabalho deles nos bastidores é exercício de um dos ofícios mais antigos existentes no mundo, mesmo que muitas pessoas ainda desconheçam os processos pelos quais os textos passam antes de chegarem às mãos dos leitores. No entanto, é importante salientar que, onde houver textos que vão a público, haverá revisores e, seja qual for o tamanho, nenhum texto está …