Pular para o conteúdo principal

A seleção do título no artigo científico

Poucos refletem sobre os títulos de seus artigos científicos e até mesmo sobre os das teses. O revisor do texto poderá oferecer alternativas, mas considere um pouco os princípios que apresentamos.

O título do artigo científico deve ser definido, se possível, com o menor número de palavras para descrever adequadamente seu conteúdo. Digamos que ele seja o "cartão de visita" do trabalho. A maioria das pessoas que acessam o artigo não o lê completamente, um dos motivos que desencadeiam essa situação é um título desinteressante que não reflita o conteúdo do artigo com precisão e clareza.
Títulos são problema desde o tempo de artigos escritos à pena e tinteiro.
O título é parte de um texto, e parte
importante, sobre a qual é necessária
alguma reflexão e para cuja
elaboração existem técnicas.
Primeiramente, pense bem sobre o conteúdo de seu trabalho, identificando termos relevantes e, por meio de pesquisa, apurando títulos de trabalhos semelhantes e tentando identificar o seu dentre eles.

O título deve ter as seguintes características:

Ser atraente, para que descreva o conteúdo do artigo de forma específica, clara, precisa, breve e concisa.
Ativar a atenção do leitor a identificar o problema central do trabalho facilmente.

Existem vários tipos de erros a serem evitados nessa etapa, os mais frequentes são:

Erros de concisão: não obter brevidade ao expressar os conceitos, impedindo o título de passar uma mensagem precisa e com o menor número de palavras possível.
Muito longo: títulos com muitas palavras não são atraentes. Fique atento ao tamanho do título, que deve expressar uma totalidade por meio de poucos termos.
Muito curto (não diz muita coisa e nem orienta), ou seja, inespecífico.
Preposições ou artigos em excesso.
Erros de clareza, ambiguidade ou palavras vagas.
Vocabulário não acessível aos leitores (linguagem excessivamente técnica).
Uso de terminologias incomuns ou antigas, dificultando o entendimento.
Uso de abreviaturas, fórmulas químicas, neologismos.
Títulos interrogativos que geralmente tornam-se ininteligíveis e, por isso, não são indicados. 

O autor tem três chances para escolher, modificar, alterar o título do artigo: antes de iniciar o trabalho; no decurso da escrita; no final da redação do artigo, e se depois destas três chances não for alcançado um bom título, talvez o seu artigo tenha poucos leitores e não se destacará. Exite uma chance extra: contar com um bom revisor de textos que sugira sobre esta importante parte do trabalho!

Os exemplos mais comuns de títulos são:

"Estudo sobre..."
"Relatório..."
"A investigação sobre..."
"Contribuição para..."
"Os resultados de um estudo sobre..."
"A análise dos resultados..."
"Estudo" é a palavra mais utilizada nos títulos de trabalhos acadêmicos. Sua frequência é tamanha que não é recomendado seu uso para título de artigos científicos. 
Além disso, uma versão abreviada do título pode ser solicitada pelas revistas devido à limitação de espaço. O título principal aparece geralmente no canto superior esquerdo das páginas e o título consecutivo na parte superior direita. Alguns periódicos indicam instruções para o autor, como o número máximo de caracteres para esse segundo e menor título, que geralmente não deve exceder 40 letras.
Leia também:
E mais: lembre-se de que, quando você apontar as "palavras-chave" em seu artigo, pelo menos duas ou três delas devem estar presentes no título do trabalho. 
Em congressos e conferências científicas, o livreto de atividades do programa que é entregue ao público merece também atenção. Se você parar para analisar os títulos, pode perceber uma série de títulos incorretos, incompreensíveis ou desnecessários, o que faz com que muitos dos participantes não cheguem a assistir a apresentação oral do trabalho, mesmo podendo ser interessante e útil. 
Recomenda-se, especialmente aos novos escritores, em caso de dúvida sobre a escolha do título, que consultem um profissional de revisão capacitado, verifiquem e analisem palavra por palavra usada nos títulos e procurem obter o máximo de exatidão segundo aos padrões exigidos pelas instituições científicas. É primordial também se atentar à sintaxe, pois a maioria dos erros gramaticais em títulos são encontrados na ordem das palavras.
Adaptado de Casco.

Postagens mais visitadas deste blog

Como escrever o resumo de sua tese ou dissertação

O resumo é parte necessária da apresentação final de uma tese, dissertação ou mesmo de um artigo. A versão final do resumo terá de ser escrita depois que você terminar de ler a sua tese para enviar ao revisor do texto. Um resumo prévio, escrito nas diferentes fases do seu trabalho vai ajudar você a ter uma versão curta de sua tese a cabeça. Isso vai conduzir seu pensamento sobre o que é que você está realmente sendo feito, vai ajudá-lo a ver a relevância do que você está trabalhando no momento dentro do quadro maior, e ajudar a manter os vínculos que acabarão por conferir unidade à tese (dissertação, TCC, artigo). Resumo é uma apresentação concisa dos pontos relevantes de um documento (NBR 6028:2003).  O que é um resumo? O resumo é um componente importante da tese. Apresentado no início da tese, é provável que seja a primeira descrição substantiva do trabalho a ser lida por um examinador ou qualquer outro leitor externo. Você deve vê-lo como oportunidade de definir as expectativas p…

Principais estilos de citações bibliográficas e referências

Os estilos de citações são muitos, cada revista científica, cada programa de pós-graduação decide qual estilo vai adotar, como fazer as citações.Primeiramente, vale informar que "estilos científicos" não são estilos "literárias", mas a edição de estilos, ou seja, modos de apresentação de conteúdo estruturados, formas de escrever artigos científicos, apresentação, organização de conteúdo, formas fazer abreviações, anexos e fotos presentes nos textos e, além disso, formas de citações bibliográficas e de referências. Por isso as formas de citações dependem de cada estilo científico.
Para trabalhar com estilos de citações, é melhor usar um gerenciador de bibliografias como Refworks, Zotero, EndNote, Reference Manager, BibText e outros similares. Mesmo o Word que todo mundo tem faz esse serviço. O que impressiona muito é que a quase totalidade dos autores brasileiros não faz uso de nenhum desses programas e nem sequer sabe que o próprio editor de textos mais comum faz o …

Como escrever um texto acadêmico – aspectos gerais e específicos

Um texto científico ou acadêmico é um complexo trabalho dissertativo ou narrativo que tem características próprias sobre sua concepção, criação e apresentação. Bons textos científicos acrescentam conhecimento mesmo quando levantam novas dúvidas, novos problemas ou novas abordagens sobre uma questão, permitindo que leitores encontrem realidade e humanidade em palavras que foram completamente estruturadas para apresentar ou discutir um enfoque específico de um tema. Não importa qual tipo de texto você queira ou necessite escrever – pode ser uma tese de livre-docência, de doutorado, uma dissertação, monografia, um artigo científico, relatório – você precisará de disciplina, energia criativa e de dedicação para a pesquisa, criação, revisão e edição do texto. Apresentamos algumas sugestões para contribuir na redação.
Antes de começar a escrever um texto acadêmico, considere: problema, tema, abordagem Tenha claro para si o tipo de texto que vai escrever e o público a que ele se destina. Ne…

Quatorze dicas para a hora de defender a tese

Depois de ter concluído a tese, é essencial que o aluno se prepare para a apresentação oral do trabalho. Um excelente texto não garante que a exposição na etapa final seja boa e, se o aluno não apresentar a tese de forma satisfatória, os examinadores podem subestimá-la ou até mesmo duvidar da preparação científica do candidato. Geralmente a apresentação oral da tese é geralmente é feita por meio de slides em Powerpoint ® (ou software similar) contendo texto, figuras, tabelas, desenhos e fotografias. Bons slides não são tudo. O aluno deve estar preparado e conhecer ponta a ponta o conteúdo, coordenando bem a apresentação conforme explica os slides e se comportando de forma adequada durante essa etapa do trabalho. Abaixo apresentamos algumas dicas, tanto referentes à formatação e estilo da apresentação de slides, como à discussão da tese – aplicáveis a muitos contextos, como um concurso, entrevista de emprego ou uma apresentação de negócios. 1) Conheça antecipadamente o material disponí…

A tese: material e métodos, resultados e conclusão, estilo e referências

A escrita da tese segue parâmetros distintos nas seções específicas do texto, guardando unidade de estilo e coerência entre todos os segmentos do trabalho. Material e métodos Nesta seção o autor deve explicar claramente como o experimento foi realizado, e como foi realizada a análise estatística dos dados, podendo também utilizar as sugestões indicadas para escrever a introdução e buscando garantir que: a.Os leitores possam compreender e avaliar o experimento do trabalho e o tema da tese;
b.Outros pesquisadores possam utilizar o estudo independente para verificar os resultados do mesmo ou de outros contextos e produções. Algumas dicas úteis para escrita da fase “material e métodos” são descritas a seguir:
1)Mencionar a data e o local onde foi realizada a prova experimental, especificando as coordenadas geográficas e/ou as características físicas e biológicas relevantes.
2)Descrever o plano experimental, incluindo os tratamentos aplicados, o número de repetições, a unidade experimenta…