Pular para o conteúdo principal

Vantagens da revisão de teses ou dissertações na Keimelion

Ao terminar a tese, procure revisor profissional.

Revisão de teses ou dissertações não pode ser relegada a alguém que faça barato.

Atualmente, existem milhares de anúncios na internet oferecendo revisão e normalização de trabalhos acadêmicos. Muitas pessoas se aventuram em oferecer serviços para os quais não estão, na verdade, bem preparados. Tudo isso cria enorme dificuldade para quem precisa concluir um trabalho e vai escolher seu revisor ou contratar alguém para aplicar as normas (ABNT, Vancouver, APA, ISO) ao texto e fazer uma bonita diagramação.
Os preços variam entre os mais ínfimos e os mais absurdos: vimos anúncios oferecendo revisão a R$0,80 por lauda até mais de R$50,00 – segundo tabela de sindicato de jornalistas.
São números completamente absurdos, ninguém pode ser profissional por tão pouco e ninguém pode pagar tanto!
Sugerimos a quem procura um revisor verificar o profissionalismo, experiência e forma de trabalho do profissional. Ao encontrar um bom revisor, o autor pode ter um parceiro para muito tempo, alguém que pode acrescentar qualidade aos seus textos. Aqui vamos apresentar algumas das vantagens que oferecemos, resultando em qualidade e abonação:
Dissertação e tese nunca podem passar sem boa revisão.
Nossa revisão de textos é profissional e pontual!
  • EXPERIÊNCIA – Já estamos no ramo de revisão e formatação de trabalho acadêmico há mais de dez anos; são centenas de teses revisadas e formatadas para diversas universidades do Brasil e algumas para o exterior. Veja nosso portfólio, inclusive observe algumas diagramações que fizemos, apresentando gráficos e imagens da melhor forma possível. Observe como a página pode assumir diferentes aspectos, sempre dentro de normas indicadas.
  • SEGURANÇA – Recebemos após aprovação do trabalho pelo cliente  –  você vê o serviço pronto antes de quitar. Quando se trata dos trabalhos de tamanhos comuns, cerca de 100 ou 200 páginas, o cliente que optar pelo pagamento à vista aprova o serviço pronto antes de fazer a transferência do valor combinado. Também oferecemos a possibilidade de parcelamento. Para trabalhos muito grandes, negociaremos condições especiais. Nossos serviços são regulados por contrato.
  • ACOMPANHAMENTO – Durante nossos trabalhos, enviamos diariamente ao cliente um “estado da arte” – ou mais de um, possibilitando que o cliente oriente quanto a sua preferência em diagramação e que o revisor seja esclarecido no que toca a alguma interpretação do texto. Nosso procedimento de revisão não é linear, do princípio ao fim do texto, mas global – trabalhamos o texto em conjunto, em sequência de “camadas” que vão eliminando os diferentes tipos de problemas a cada leitura e aperfeiçoando o conjunto para em seguida ir às partes. É o resultado da experiência oferecendo segurança. Nessa fase, é importante que o cliente reserve algum tempo para acompanhar o processo.

O revisor de textos é um interlocutor privilegiado

Cabe aos revisores de textos fazer várias leituras, buscando tornar os textos melhores, de maneira que os leitores não os desprezem. “Ninguém escreve para não ser lido”. Todos os escritores que desejam tornar seu texto público querem despertar a atenção do leitor.
Os autores, ao imaginarem os leitores como interlocutores, criam imagens de pessoas muito exigentes, que manusearão seus textos e irão julgá-los como bons ou ruins. Os interlocutores podem ser também publicitários daqueles textos que leram. Eles podem fazer propagandas tanto positivas quanto negativas, quaisquer  deslizes podem ser fatais. 
Os revisores fazem, então, a primeira leitura do texto em busca de compreensão e familiaridade. Às vezes, isso se torna angustiante, uma vez que, textos sem clareza, chegam a ser desagradáveis por tornar a leitura cansativa. Os leitores chegam a ficar irritados quando percebem qualquer tipo de incorreção.
Os revisores se posicionam como consumidores dos textos. Eles analisarão se os textos dizem tudo o que deve ser dito por si só ou se precisarão de explicações por parte dos autores. Ler textos é dialogar com os autores. Seria correto afirmar, então, que os textos são contextos de interações cujos sentidos são construídos pela ação cognitiva dos que neles se encontram envolvidos.
Todos os autores que desejam obter sucesso querem alcançar o interlocutor, despertar a curiosidade sem difamação.

Um pouco sobre revisores de textos

Os revisores são aqueles profissionais de quem se deve cobrar adequação de linguagem do texto, portanto, é essencial que possuam o conhecimento linguístico. É necessário que eles tenham domínio da língua em que desenvolvem seu trabalho e, portanto, demandarão conhecimentos de vocabulário, gramática, uso adequado da pontuação, entre outros. Lembrando que saber utilizar uma boa linguagem é importante para todos os profissionais. Isso pode ser a chave de muitas portas em todas as áreas existentes no mercado de trabalho.
Se, para todos os profissionais, é de extrema importância saber utilizar a linguagem adequadamente, já imaginou para os revisores? Profissionais estes que têm a função de apontar os erros constantes em um texto? Como quaisquer outros, os revisores podem causar satisfação ou repulsão com os resultados de seu trabalho. Um dos componentes para serem aceitos é a utilização da linguagem. Os profissionais que exercem a função de dar qualidade aos textos, mais do que ninguém, devem saber utilizar a linguagem de modo regular. Principalmente quando se trata de língua padrão. As pessoas podem espelhar-se na utilização da linguagem de um sujeito, ou seja, a linguagem pode dizer seu nível de cultura. Não são os linguistas nem os gramáticos quem dizem que a regra é utilizar a língua normativa para que as portas sejam abertas, mas são as pessoas que têm fascínio por uma boa linguagem.
Cada texto lido é um novo aprendizado. Novas palavras são acrescentadas no vocabulário e novas expectativas são criadas. Se isso não acontecer e acontecer o contrário: os textos apresentarem linguagens rebuscadas e ou incompatíveis com os seus gêneros? Neste caso, não há motivos para que os leitores os aceitem e prossigam com a leitura. Existem muitos fatores que contribuem para que um texto se torne agradável, como por exemplo, estar enquadrado linguisticamente à função, que ele desempenhará. É nesse ponto que entra a procura dos autores pelos revisores. Esses profissionais enxergarão falhas que às vezes foram atropeladas no desenvolver do texto. Desse modo, nenhum texto está isento de revisão. As revisões dos textos são feitas em função das cobranças que os autores sofrem.
Na maioria das vezes, o dever dos revisores é normatizar um texto dentro de uma gramática de uma determinada língua (quando se fala em revisores, geralmente pensa-se assim). Então, por que não ficarem sempre em contato com esta língua? Quanto mais intimidade, mais conhecimento. Isso se dá, obviamente, pela prática da leitura. E os autores dos textos interagem com os leitores. Eles ensinam a ler, escrever, dar sentido e gerar expectativas.
Mesmo os leitores experientes apresentam dificuldades de leitura ao se depararem com determinados textos. Isso porque nem sempre possuem conhecimentos prévios sobre o assunto em questão. É comum isso acontecer, os indivíduos não compreenderem textos de outras áreas específicas, às quais não pertencem. Com o desenvolvimento da leitura, não significa que irão ter conhecimentos específicos de todas as áreas do conhecimento humano, mas o contato com um repertório de textos variados facilitará o desenvolvimento da leitura e a compreensão de textos específicos. Sem esquecer que não existem textos homogêneos. Todos os discursos nascem de outros, já apontando para outros. Na leitura de um novo texto, podem-se encontrar vestígios de outros lidos anteriormente. Assim, esses vestígios encontrados contribuirão para o conhecimento e a compreensão de uma nova leitura. Logo, leituras são desenvolvimentos que nunca são suficientes. Todos os textos novos fazem referências a outros. Dessa forma, conhecimentos prévios sobre o conteúdo de um texto facilitam sua compreensão.

Postagens mais visitadas deste blog

Principais estilos de citações bibliográficas e referências

Formate sua tese ou dissertação na Keimelion Os estilos de citações são muitos, cada revista científica, cada programa de pós-graduação decide qual estilo vai adotar, como fazer as citações. Primeiramente, vale informar que "estilos científicos" não são estilos "literárias", mas a edição de estilos, ou seja, modos de apresentação de conteúdo estruturados, formas de escrever artigos científicos , apresentação, organização de conteúdo, formas fazer abreviações, anexos e fotos presentes nos textos e, além disso, formas de citações bibliográficas e de referências . Por isso as formas de citações dependem de cada estilo científico.  As normas são muitas para as referências, mas o princípio é sempre o mesmo: a transparência. Para trabalhar com estilos de citações, é melhor usar um gerenciador de bibliografias como Refworks, Zotero, EndNote, Reference Manager, BibText e outros similares. Mesmo o Word que todo mundo tem faz esse serviço. O que impressiona muito é que a qua

Estrangeirismos e redação acadêmica

O que é estrangeirismo? Por que a implicância? Pode-se ou deve-se usar estrangeirismos em teses e dissertações ? Existe linguagem científica sem estrangeirismos? Onde encontrar as palavras em português? Estrangeirismo ou peregrinismo é o uso de palavra, expressão ou construção estrangeira que não tenha equivalente vernácula em nossa língua. É apontada nas gramáticas normativas como um vício de linguagem , mas há muito esta é apontada como uma visão simplista por diversos linguistas, como Marcos Bagno , da UnB , John Robert Schmitz , da UNICAMP e Carlos Alberto Faraco , da UFPR .   (Wikipédia) Talvez seja conseqüência de um conjunto de fatores o que leva os brasileiros a imaginar como místicas e esotéricas as palavras ordinárias usadas no inglês para dar nomes às coisas. Nesse conjunto, constato a presença do deslumbramento pelos falantes de inglês, da ignorância da língua portuguesa, da ignorância da língua inglesa, da ignorância da cultura estrangeira, da ignorância de etimol

A escrita acadêmica como requisito principal para a boa formação

O texto acadêmico é um gênero muito específico. O suporte para formação acadêmica é, boa parte, o texto. São textos em que as informações são assimiladas e textos produzidos para demonstrar o conhecimento apreendido ou produzido. Quando se fala em produção científica , os primeiros critérios que vêm à cabeça são a quantidade e a qualidade de artigos produzidos. O conceito de qualidade, no entanto, geralmente leva em consideração apenas o fator de impacto dos trabalhos, a quantidade de vezes que são citados por outros cientistas. Mas outro tipo de qualidade vem sendo buscada pelos pesquisadores, inclusive para conquistar o fator de impacto: a qualidade textual, que depende do bom preparo e bagagem do aluno universitário, que permite a ele produzir trabalhos universitários com excelência, qualidade pode ser obtida mais facilmente ao se apoiar em uma minuciosa revisão do texto feita por um revisor profissional . A produção de textos é processo contínuo de realimentação e do qual a revis

Como escrever títulos atraentes em poucos passos: do artigo à tese

Como aumentar o número de leituras de seu artigo? Você gostaria que sua tese ou dissertação fosse muito lida e citada ao invés de ignorada? Claro, qualquer autor deseja isso! Acontece que, atualmente o número textos acadêmicos que encontramos em qualquer pesquisa é muito grande, enorme. A concorrência entre todos os autores, na busca pelo leitor, não tem tamanho. Claro que o mais importante sempre vai ser a qualidade do trabalho, e clareza das ideias e um texto bem limpo, mas o título tem que ser um ponto de destaque também! E existem técnicas para títulos atrativos , que fujam do enfadonho jargão acadêmico e que transmitam a mesma ideia com uma linguagem mais moderna e atraente; veja um exemplo de título à antiga – que eu jamais adotaria – para esta postagem: Questões de legibilidade, ergonomia visual e empatia em títulos de teses, dissertações e artigos acadêmicos: uma discussão propositiva de aplicação da técnica AIDA. Convenhamos, dá até preguiça de ler até o fim, mas você certame

Pré-texto do trabalho acadêmico: da capa ao sumário

Capa, dedicatória, sumário: não perca tempo. Você certamente tem muito mais coisas importantes a fazer que ficar se preocupando com os detalhes formais das partes introdutórias da tese ou dissertação. Deixe tudo isso para o formatador, ele fará mais rápido e melhor. Sempre nos impressionam a dificuldade e os questionamentos que os estudantes encontram no que se refere às capas de seus trabalhos acadêmicos . Não se trata de uma questão de fundo, de questão complicada ou questionamento estético - mas de mero cumprimento a um procedimento lógico e absolutamente corriqueiro, entretanto, dentre as centenas de postagens deste blog, é o tópico que mais aporta visitantes a nosso texto. Aqui eu vou tecer comentários quanto a visitação e quanto ao significado que ele pode ter. Teremos enorme satisfação em cuidar de todos os detalhas da formatação de sua tese. Capa e elementos pré-textuais são a parte mais simples da tese. Faça toda a formatação da tese ou dissertação na Keimelion e não se pre