25 de novembro de 2014

Quatro tópicos importantes para tese e dissertação

Sempre há mais uma sugestão, um lembrete, uma dica sobre a redação e a apresentação da tese e da dissertação. O básico é: atenção e revisão!

1 - A forma de exposição no texto:
Tese e dissertação não passam ser revisão. Tem que contratar revisor profissional.
Tudo que for escrito terá que ser revisado,
começando pela autorrevisão do autor e
terminando com um revisor profissional.


  • Escreva frases simples, evitando muitas orações subordinadas, especialmente longas cadeias de subordinação.
  • Evite repetições, mas não torne isso uma obsessão: ao invés de usar sinônimos que são susceptíveis de distorcer o caminho, é melhor usar a mesma palavra! A melhor maneira de evitar as repetições é, em qualquer caso, o uso dos pronomes e pontuação adequada.
  • Escolha uma linguagem clara e eficaz, simples mas precisa, usando termos técnicos apropriados e sem exibicionismo. Use com moderação palavras que tornam mais difícil entender o texto.
  • Evite a primeira pessoa do singular, prefira a primeira do plural ou impessoal. Não use “acho”, “de acordo com minha opinião…”, etc., mas: “é provável que…”, “como sabemos”, “como se sabe”, “pode-se imaginar/sentir/dizer que…”, “o que foi afirmado demonstrado…”.
  • Não se afaste muito de estrutura simples da frase, mantenha a proximidade do sujeito-verbo-objeto e substantivo-adjetivo, evitando intercalações e parênteses que perturbam indevidamente a continuidade do pensamento.
  • Tente manter a ordem direta das orações: sujeito, predicado (verbo), complementos.
  • Evite clichês e chavões. É até desnecessário explicar isso, mas fica registrado que texto acadêmico não é produzido com a linguagem do Facebbok.
  • Subdivida cada seção em parágrafos, nunca separe os parágrafos com um espaço (Enter) vazio: por favor, configure os espaços entre os parágrafos no Word. Claro, cada tópico será estruturado em vários parágrafos que nunca devem ser muito longos para não pesar a leitura, mas não demasiado curtos para não fragmentar a discussão. O comprimento recomendado de um parágrafo é 8-12 linhas, mas isso é uma referência generalíssima.
  • Chame a atenção do leitor apontando os conceitos mais importantes com expressões como: “é essencial ter em mente que…”, “de particular importância é o fato de que…”, “o que foi dito é em fundação de…”.

2 - A apresentação da tese ou dissertação:


  • Esteja atento à aparência a aparência, as questões estéticas parecem marginais, mas isso é importante, porque uma página bem apresentada, não só é mais agradável, mas também contribui para aumentar a legibilidade do texto e a credibilidade.
  • Dado que cada escolha de gráficos, formatação (estilo, fonte, parágrafo) é legítima, desde que seja dentro dos limites do bom senso, do bom gosto (e da norma), tem que ser dito que são a proibição abusos, os tipos incomuns de fonte (por exemplo, gótico), o uso exagerado da cor, em suma, qualquer excesso e extravagância.
  • Use endentação de primeira linha dos parágrafos, que tira a monotonia da página – mas isso é questão de gosto.
  • Sublinhe as palavras-chave para destacar conceitos principais e tornar a leitura mais rápida de fazer. Reserve o negrito para os títulos de obras, trabalhos, artigos científicos, e use o itálico apenas em estrangeirismos.
  • Utilize, sempre que possível, sequências em forma de listas com marcadores ou numeradas, que ilustram e resumem a mensagem essencial.
  • Escreva notas de rodapé em um corpo (tamanho da fonte) menor do que o corpo do texto (por exemplo, 10 se o tamanho do texto é 12): o Word já está configurado para isso, mas você sempre pode desconfigurar!
  • Se uma citação não é mostrada em sua totalidade, mas com alguns cortes, use colchetes com reticências […] que compõem o sinal convencional para indicar que o texto não está completo. O sinal deve ser usado mesmo se a lacuna for curta.
  • Dê uniformidade aos gráficos (estilo, tamanho, alinhamento, etc.). Qualquer modelo escolhido é legítimo, mas uniformidade é a regra. Se há dois ou três tipos de gráficos ou tabelas, pode haver uma distinção visual entre eles, mas com coerência visual.

3 - A revisão linguística do texto


  • A revisão feita por profissional é essencial para o bom resultado. Na verdade, é pela revisão feita por outra pessoa, um linguista, que você pode para maximizar a comunicabilidade do trabalho feito.
  • A fim de perceber claros erros, lacunas e redundâncias, que você não perceberia mais, o revisor fará diversas leituras, com cuidado e atenção, mas também com uma boa dose de espírito crítico.
  • O revisor vai estar atento à coerência com o projeto global e a ligação lógica entre as partes de que ele se compõe. Nessa fase, pode ser necessário mover ou excluir blocos de texto e essas operações precisam ser tratadas com conhecimento e coragem: os autores gostam muito do que escreveram e não reconhecem a necessidade de efetuar mudanças e cortes: contrate um revisor e evite problemas.
  • Para melhorar a clareza da mensagem e legibilidade o revisor vai reler várias vezes sua escrita de forma metódica: com uma leitura vai checar a estrutura sintática e a pontuação e, em seguida, você vai controlar o vocabulário, a gramática e a ortografia.
  • Não se pode confiar demais na verificação ortográfica automática: ela é uma excelente ferramenta, mas tem sérias limitações; o serviço do revisor vai muito além do que os computadores fazem.
  • O profissional vai revisar a uniformidade de estilo para evitar, por exemplo, a alternância de tempos e modos verbais injustificada, alternância de termos técnicos e coloquiais, frases e períodos pessoais e uso de primeira pessoa singular.

4 - A editoração do trabalho, formatação, impressão


  • Depois de terminar o trabalho de revisão, temos que lidar com a apresentação do trabalho. Formatação, impressão e layout de página; levar em conta as margens necessárias para encadernação; inserir e formatar diagramas, gráficos, ilustrações; a escolha das cores, cabeçalhos, faça uma boa apresentação, mas sóbria – não ache que tudo tem que ser feito como foi feito antes; a apresentação gráfica pode ser moderna, mesmo dentro das regras.
  • Bom senso, evitar escrever um título na parte inferior da página e o texto na próxima página, só porque vai manter o layout de página.
  • A revisão de gráficos consta especialmente na verificação de consistência estilística entre todas as partes do trabalho: a formatação adequada resolve isso.
  • Cuidado na hora de imprimir, leva à gráfica em formato Adobe (PDF); arquivos de Word complexos podem desconfigurar muito facilmente, principalmente em computadores pouco confiáveis, como os das gráficas rápidas.
  • Se a formatação complicar, contrate um profissional: vale muito a pena reservar seu tempo para tarefas mais relevantes que quebrar a cabeça como a editoração.
  • Mande imprimir e encadernar com antecedência: sempre pode haver problema de última hora, a paginação é muito sensível, principalmente se a impressão for em frente e verso.