2 de março de 2014

Revisão de textos taquigráficos e de transcrições de áudio

O texto precisa ser afinado pelo revisor
para manter o tom harmônico desejado.
Os textos produzidos a partir de transcrições, de origem taquigráfica ou provenientes de registro em áudio, requerem específica atenção do revisor. É necessário preservar, em alguns casos, as características de espontaneidade da elocução, adaptando-a ao registro formal, tanto quanto possível; é o que ocorre no caso dos textos judiciários ou parlamentares. O mesmo se dá na transcrição para o texto acadêmico, principalmente no contexto em que as entrevistas semi-estruturadas estão em voga e no qual os registros e transcrições de fragmentos delas em teses e dissertações é tão comum. No artigo que se segue, a autora procurou entender os desafios da retextualização no contexto do judiciário.


Share on Tumblr