19 de fevereiro de 2014

Revisão de texto urgente

"Eu preciso de uma revisão e não tenho muito tempo; mas não se preocupe: tem pouco erro no meu texto. Dá pra você fazer pra mim? São só 400 páginas. Eu te entrego na sexta de tardinha e você devolve segunda antes do meio-dia..."
 Todos os revisores já passamos por essa circunstância, já ouvimos um discurso equivalente a esse. Há uma série de equívocos por parte do autor que solicita algo assim e alguns dissabores aguardando por ele.
Primeiramente, ele está supondo que, assim como ele trabalhou em sua obra na maioria dos fins de semana nos últimos meses, os revisores tenham um calendário contrário ao da maioria das pessoas: trabalhem com afinco todos os fins de semana, sem compromissos sociais, afetivos, religiosos e as mais coisas a que os serem humanos dedicam suas horas de lazer. Revisor não tem vida social ou afetiva.
Venha revisar e formatar sua tese conosco.
A pressa é inimiga da revisão.
Revisão urgente não é com a gente.
Revisão rapidinha não é a minha.
Em seguida, se o texto ainda não está pronto e ele prevê entregar na sexta-feira à tarde, com muita sorte, vai acabar domingo.
Mais, a única pessoa que dá conta de 400 páginas em três dias é o Prof. Word - na verdade ele gasta apenas alguns segundos; se você confia no trabalho dele, use-o, por sua conta e risco.
Outro ponto, o número de "erros" - de qualquer tipo - não interfere muito no tempo da revisão; pode até aumentar se o texto for uma catástrofe, porém,  não diminui significativamente se for bem escrito, até porque o revisor estará mais atento a questões mínimas no desejo de contribuir. E revisão não é um jogo de erros, do tipo: encontrou todos, acabou! Revisão é processo de aperfeiçoamento, melhora, trabalho visando ampliar a comunicabilidade do texto.
Depois, revisão é trabalho que requer atenção; não pode ser feito em regime de continuidade em três turnos, como se a fadiga não repercutisse na qualidade do serviço. Revisão bem feita é a que faz o revisor descansado, que vê melhor os problemas e lhes dá a solução mais adequada.
Ah, e não pense que a urgência não tenha custo: é comum haver acréscimos de 30% até 100% sobre o preço normal se o cliente grita a palavra "urgente" e o profissional vai varar alguma noite ou fim de semana, perdendo a macarronada na casa da sogra. Quem quer revisão urgente paga mais por um serviço pior - na revisão urgente se faz o que é possível ser feito no prazo em que o necessário não cabe.
Mais um equívoco é supor que aquele excelente revisor que foi recomendado ou com quem o autor já trabalhou estará disponível ao tempo em que for procurado: não, não é assim. Bons revisores costumam ter boa demanda de trabalho e suas agendas são cheias. Daí, se aquele revisor estiver ocupado, vai ser necessário procurar outro. Há muitos na praça, de todos os preços e de todas as qualidades. Deixe para a última hora e aventure-se, se você gosta de emoções fortes.
A solução para o autor é fugir da urgência para o revisor por todos os meios possíveis. A primeira providência é ter em mente que seu prazo para a conclusão do texto não termina na hora de entregá-lo onde for o caso. O prazo do autor termina naquele dia, naquela hora - subtraídos os dias e a horas de que o revisor necessita para trabalhar. 
Contate o revisor antes, mas ele só poderá reservar o tempo para seu texto se você pagar arras. Eu trabalho assim: só abro espaço em minha agenda se o compromisso for selado com garantia em dinheiro. Senão, corro o risco de recusar outro trabalho e aquele previsto não chegar no dia! Prefiro não correr o risco de ficar ocioso e depois ter que trabalhar com urgência!
São Paulo: +55 (11) 3042-2403 Rio de Janeiro: +55 (21) 3942-2403 Belo Horizonte: +55 (31) 3889-2425
Brasília: +55 (61) 4042-2403 Porto Alegre: +55 (51) 4042-3889 Skype: keimelion
Atendemos em horário comercial.
Para solicitar orçamento, envie o texto.
Não elaboramos trabalhos de graduação ou pós. Não insista.