30 de janeiro de 2013

Manual para Redação Acadêmica - aplicativo no Facebook

O Manual para Redação Acadêmica da Keimelionrevisão de textos – é fruto da longa experiência que acumulamos como revisores e procuramos transmitir parte dela a nossos potenciais clientes, por entendermos que nossa principal missão é contribuir para a melhoria dos textos como instrumentos de comunicação, assim estaremos contribuindo na construção coletiva do conhecimento.
Tem versão para Facebook e
para Android.
Redigimos esse Manual para Redação Acadêmica para colaborar no enfrentamento dessas dificuldades bem comuns. Também há questões formais, ligadas à apresentação e formatação dos trabalhos acadêmicos que constituem alguma dificuldade. Apresentamos de forma prática e resumida nossa posição sobre essas questões. Até mesmo as definições sobre os diversos tipos de trabalhos e sobre o que se espera de cada um deles nós colocamos. 
Para colaborar com pesquisadores e estudantes.

Manual para Redação Acadêmica - para Android

Aqui está o Manual para Redação Acadêmica que estamos disponibilizando gratuitamente para todos os interessados. Ele é dirigido principalmente ao mundo acadêmico, mas será útil a todos que estejam redigindo um texto mais longo. Na vida acadêmica, enfrentamos os problemas de redações mais longas que aquelas a que nos acostumamos antes de entrar para a faculdade. São cinco, dez, quinze ou duzentas páginas, é muito texto em que sempre pode haver alguma dificuldade de língua. Essas dificuldades são normais, todos as enfrentam, mais cedo ou mais tarde. Redigimos esse Manual para Redação Acadêmica para colaborar no enfrentamento dessas dificuldades bem comuns.
Baixe agora e conte para os colegas.
O Manual para Redação Acadêmica da Keimelion – revisão de textos – é fruto da longa experiência que acumulamos como revisores e procuramos transmitir parte dela a nossos potenciais clientes, por entendermos que nossa principal missão é contribuir para a melhoria dos textos como instrumentos de comunicação, assim estaremos contribuindo na construção coletiva do conhecimento. 
O Manual tem uma parte voltada ao Trabalho Acadêmico, com as características gerais e requisitos de cada tipo de texto exigido aos autores, colocamos um capítulo sobre as Referências e Bibliografia, onde esmiuçamos as formas de apresentar as fontes pesquisadas. Depois há um Quadro de Normas, em que são indicadas algumas das normas da fonte mais indicada no Brasil, a ABNT. Em seguida, entramos na parte gramatical: o capítulo Gramática e Estilo coloca uma série de questões linguísticas formais; Cem Erros Comuns são listados para que os autores fujam deles; o Novo Acordo Ortográfico é discutido e as novidades que ele apresenta são apontadas. Depois vêm algumas questões relativas à Revisão do Texto, para que os autores entendam como esse trabalho é feito e para que possam melhorar por si seus textos menos importantes. Um pequeno Glossário com terminologia ligada à redação acadêmica e ao ofício da revisão completa o aplicativo.
Esta é a versão para Android.
Esperamos que esse Manual para Redação Acadêmica seja de utilidade a todos, sempre no sentido de que, contribuindo para a melhoria dos textos, estaremos incentivando a busca por nossos serviços, pois os melhores textos são os que demandam melhores revisores. Essa é a primeira versão do aplicativo. Pretendemos aperfeiçoar o instrumento e oferecer versões melhoradas dele assim que nos for possível. Instale em seu equipamento e tenha bom proveito. "É de graça e sempre será."
Também disponível para iPhone e no Facebook.

Manual para Redação Acadêmica - o aplicativo

Para ajudar na produção de textos científicos. 
Obtenha o seu e divulgue
entre os colegas da faculdade.
Útil ao estudante ou pesquisador.
Disponível - DE GRAÇA - em aplicativos para Facebook, Android e para iPhone.
O Manual tem uma parte voltada ao Trabalho Acadêmico, com as características gerais e requisitos de cada tipo de texto exigido aos autores, colocamos um capítulo sobre as Referências e Bibliografia, onde esmiuçamos as formas de apresentar as fontes pesquisadas. Depois há um Quadro de Normas, em que são indicadas algumas das normas da fonte mais indicada no Brasil, a ABNT. Em seguida, entramos na parte gramatical: o capítulo Gramática e Estilo coloca uma série de questões linguísticas formais; Cem Erros Comuns são listados para que os autores fujam deles; o Novo Acordo Ortográfico é discutido e as novidades que ele apresenta são apontadas. Depois vêm algumas questões relativas à Revisão do Texto, para que os autores entendam como esse trabalho é feito e para que possam melhorar por si seus textos menos importantes. Um pequeno Glossário com terminologia ligada à redação acadêmica e ao ofício da revisão completa o aplicativo.

29 de janeiro de 2013

Nosso aplicativo: Manual para Redação Acadêmica - já lançamos!

Lançamos uma nova versão de nosso Manual para Redação Acadêmica, desta vez como aplicativos para AndroidFacebook. e para iPhone.
Visão do aplicativo na versão
para Android, nos celulares
e tablets que rodam o programa.
Haverá versão iPhone também.
Nosso objetivo é subsidiar a produção de textos científicos, fornecer elementos para que os aspectos linguísticos e formais não constituam grandes obstáculos ao trabalho. No aplicativo serão encontradas indicações de procedimentos a serem seguidos ou evitados nos textos acadêmicos. Haverá sugestões de apresentação dos trabalhos, de acordo com as usuais formatações e regras de referência. As enormes variações entre as diferentes instituições quanto a esses aspectos estão contempladas de modo integrado, explicativo e analítico. As formas propostas são síntese simplificada das exigências genéricas pelas quais perpassam normas como as da ABNT. Este trabalho é fruto de nossa experiência como revisores e formatadores, atuando especificamente com teses e dissertações ao longo de mais de dez anos. Curta nossa página no Facebook e será informado deste evento e de outras promoções.
Compartilhe

26 de janeiro de 2013

O Julgamento de Paris

Não confundam "Julgamento de Paris" (Bottle Shock - No Brasil:
O filme.
O Julgamento de Paris; em Portugal: Duelo de Castas - é um filme americano de 2008, dirigido por Randall Miller) com "Julgamento de Páris" (Páris era um dos mais novos filhos do rei Príamo de Troia. Ele ainda estava saindo da adolescência quando foi escolhido pelas deusas Hera, Atena e Afrodite para eleger qual delas seria a mais bela. Cada deusa, buscando suborná-lo para ser eleita, prometeu-lhe riquezas e vitórias) - aqui representado em porcelana dos Museus Capitolinos e em tela de Enrique Simonet - Paris, 1904).
A tela.

Porcelana.











A diferença? Um acento agudo. Contrate um revisor ilustrado.

23 de janeiro de 2013

O elo da responsividade na revisão de textos

Os estudos dos diversos processos inerentes à revisão de textos têm chamado a atenção de pesquisadores porque é durante esses processos que revisor e autor dialogam responsivamente para a construção textual. Contudo, é preciso ressaltar que nem sempre esse diálogo é bem sucedido. O escritor pode discordar dos comentários apresentados pelo revisor. Quando isso ocorre, o revisor recebe uma atitude responsiva diferente daquela que esperava do autor, logo, o dialogismo se encerra perante a "autoridade autoral" - para usar um pequeno trocadilho.
Revisor e autor têm responsabilidades
distintas e bem determinadas.
A escrita é construção que se processa na interação entre o eu (enunciador) e o outro (leitor). Assim, a revisão é o momento que demonstra a vitalidade desse processo construtivo, uma vez que revisor (leitor) e escritor dialogam a respeito do texto para obter melhor compreensão, resultando no aperfeiçoamento do texto como mídia entre os sujeitos comunicantes.
“A revisão é considerada como capaz de interromper o processo de escrita em qualquer ponto”, como consequência disso, tem-se que ela pode ser encaixada em outros subprocessos de construção da escrita. Escritores planejam e reescrevem seus textos constantemente durante o processo da escrita. Revisores interferem a posteriori - como um marco entre a endogenia do texto e sua publicação, apresentando-se previamente como a alteridade que caracterizará o leitor.
A revisão, então, pode ser compreendida como uma atividade reflexiva e expressiva, pois, ao ler o que o autor escreveu, o revisor pensa sobre a escrita e a escritura, engajando-se no processo de pensamento e reflexão. Mas o revisor também participa da atividade reflexiva, uma vez que, além de procurar identificar os problemas do texto, o revisor lê o texto, antes de tudo, com o objetivo de compreender a mensagem que o escritor quis passar com o texto e melhorar essa compreensão para o leitor seguinte.
Dessa forma, a revisão também se caracteriza como sendo uma tarefa de retrabalhar um texto, ajustar intenções e convenções, com a finalidade de tornar o texto mais claro e coeso, para que possa melhor atingir o objetivo pretendido.
Livremente inspirado em Gaffuri & Menegassi.
Compartilhe

13 de janeiro de 2013

Preparação do texto ou revisão?

Muitos revisores de textos, principalmente aqueles que trabalham para editoras, fazem a distinção entre revisão de textos e preparação. De modo geral, nesse contexto, se compreende revisão de texto como fazer as correções ortográficas e sintáticas no documento e, em alguns casos, aplicar-lhe as normas editoriais; a preparação do texto já é entendida como interferência mais densa, implicando cortes e inversões estruturais, modificações de critérios e tratamentos ao longo de todo o trabalho.
Observe-se que o limite entre a revisão e a preparação de texto não muito bem definido. O que para uns é para ser feito na preparação, para outros se inclui na revisão.
Revisão de texto é um processo mais
complexo que normalmente se imagina.
Nós não fazemos esse tipo de distinção. Entendemos a revisão de texto como todo o conjunto de interferências necessário à aproximação máxima do texto perfeito. Texto perfeito, para nós, não é apenas aquele sem erro, mas o que alcança a plenitude de sua função comunicativa. Claro que sabemos que o texto perfeito não existe, por uma série de fatores que estão entre os lapsos inerentes às pessoas (inclusive revisores) e até as divergentes concepções teóricas sobre todos os aspectos linguísticos. Mas a função do revisor é levar o texto o mais perto possível da desejada perfeição.
Assim, todo texto revisado por nós inclui a preparação, na medida em que ela for necessária, possível e requisitada pelo texto ou pelo cliente. Melhor dizendo, nossa revisão inclui todo tipo de interferência, sem alegar que esse ou aquele tipo de questão pertença ao universo da preparação.
Os autores devem estar atentos ao fato de muitos anunciam revisão a preços bem menores que os nossos, todavia, muitas vezes, aquele trabalho se limitará às mais superficiais questões de ortografia e sintaxe (correção do texto) – omitindo-se quanto a aspectos mais complexos da linguística textual.
Já a formatação do texto é outra questão. Para nós, formatação é a composição gráfica, criação do leiaute, aplicação de normas para publicação, impressão, submissão ou depósito dos textos, principalmente as teses e dissertações. Formatação tem muito pouco a ver com a linguística. E como a formatação pode nos ser solicitada pelo cliente, ou o texto já chegar a nós formatado, esse serviço é orçado em separado. A formatação inclui, por exemplo, aplicação das normas da ABNT, de Vancouver, da APA e qualquer outra indicada pelo cliente.
Revisão conosco é serviço completo: texto melhorado ao máximo. Formatação conosco é serviço profissional, editoração e normatização com excelência. Tudo estritamente dentro dos prazos e com total compromisso ético.

Keimelion, revisores acadêmicos

Nossos telefones:
São Paulo +55 (11) 3042-2403
Rio de Janeiro +55 (21) 3942-2403
Belo Horizonte +55 (31) 3889-2425
Skype: keimelion
Solicite orçamento sem compromisso, enviando o texto para:
keimelion@gmail.com
Não elaboramos trabalhos de graduação ou pós. Não insista.